Presidenta Dilma, o teu "controle remoto" MANDOU PRENDER Genoíno, marido de Rioco Kayano, tua ex-companheira de cela !!!

Eu vi a menina Miruna e o menino Ronan crescerem. A enfermeira dedicada Rioco Kayano sempre que me via tirava do coração as mesmas perguntas e a mesma SOLIDARIEDADE: 

- Como está se comportando a tua Distrofia Muscular, Enio ??? Está sendo malvada com você ??? Conte sempre comigo meu querido !!!

EU DEVO MUITO A ESTA FAMÍLIA TÃO QUERIDA,
TÃO SOLIDÁRIA SEMPRE E TÃO HUMANISTA !!!
Aprendi TUDO de política com Genoíno !!!
Aprendi amor, ética, lealdade, HONESTIDADE e generosidade com esta família !!!
O ÓDIO SEMPRE PRENDE E PERDE !!!
O AMOR VENCE E JÁ OS FEZ LIVRES !!!






5 comentários:

z carlos disse...

Ênio, meu caro.
Perguntaram-me e fiquei sem saber...
O que vc quis dizer com "controle remoto"?
Grande abraço!

Jussara Seixas disse...

Ênio querido companheiro. Entendi perfeitamente o que você quis dizer. Acho que agora está na hora de Lula voltar, e voltar bem rápido. Depois de Janot ter dito que as prisões não seriam de imediato, que teria que esperar o julgamento dos embargos infringentes, ele tem um encontro no Planalto e tudo muda numa rapidez assustadora. Me custa crer,mas que parece, parece.

MK disse...

A Dilma disse que o único controle da mídia deve ser o controle remoto. Entendeu?

Sérgio Vianna disse...

"Companheiro José Genoíno,

O Congresso Nacional anulou nesta madrugada de quinta-feira, 21 de novembro, a sessão – ocorrida na fatídica madrugada de 1º para 2 de abril de 1964 – na qual foi declarada vaga a Presidência da República, então ocupada por João Goulart (1919-1976), no momento em que o Presidente se encontrava no Rio Grande do Sul.

O simbólico resgate de nossa história restabelece um momento em que nossa democracia fora duramente extorquida pela direita empedernida – que solertemente perpetrou um golpe contra todos os brasileiros e brasileiras.

Não foi fácil, Genoíno, aguardar 49 anos para presenciarmos esse momento. O espetáculo cívico protagonizado pelo Congresso Nacional brasileiro com este ato de responsabilidade com nossa história foi precedido por milhares de outros ao longo de todos esses anos.

Em vários momentos de nossa recente história lá estavam brasileiros e brasileiras de caráter inquestionável, de honra inquebrantável, de compreensão de um mundo de homens e mulheres como espaço de convivência de todos, com igualdade, fraternidade, solidariedade.

Para tanto, nossos heróis lutaram, receberam acusações estapafúrdias, deram o corpo ao açoite vil, muitos perderam a vida pela vilania de uma elite que se julga proprietária exclusiva de nossa Nação, e que imagina ser nosso único direito – nós, a maioria do povo brasileiro – a condição de seus legítimos semoventes, peças descartáveis de seu patrimônio arregimentado no suborno e no aliciamento criminoso dos bens coletivos.

Entre nossos heróis estava lá você, Companheiro JOSÉ GENOÍNO, sempre, e em diversas trincheiras a lutar e operar pelos brasileiros e em nome dos brasileiros a retomada da democracia plena em que todos nós sejamos peça igual dessa Nação continental, a permitir que cada brasileirinho e cada brasileirinha construa juntos a história de um país igual, fraterno, solidário, justo, de todos.

Sim, sim, digo Sim mil vezes, para afirmar que José Genoíno é um dos heróis brasileiros na construção desse novo Brasil confeccionado pelo trabalho de cada um e de todos, que se juntam ao lado do bom direito, da boa causa, da decência, do exemplo de dignidade, da exposição pública e leal a disputar as ideias e ideologias que vão construir esse nosso país com a dignidade e a bondade de seu povo.

José Genoíno deveria ser um dos protagonistas a discursar na solene sessão do Congresso Nacional em que honras do povo brasileiro foram levadas a efeito em homenagem a João Goulart e seus familiares, porque Genoíno é um dos responsáveis pelo fato político que todos presenciamos e que resgatou a nossa história para o campo da verdade factual.

Infelizmente, a estupidez de um déspota e o aplauso fácil da elite atrasada de sempre impediram esse momento histórico. O povo brasileiro está narrando para você, Genoíno, que mais uma vitória foi conquistada com o seu trabalho honroso e permanente, e garantir-lhe que nossa luta continua sempre, e ao seu lado.".

João Luiz Pereira Tavares disse...

Alegria é, também, ficar livres e LEVES do PT.... E toda sua truculência...

Ser libertário é ser antipetista.

O PT está sempre ARMADO... Via linguagem decorada e clichê... O PT também inverte as coisas...

¿Uma vida de improviso? Jamais! Petistas não...
Eles adoram é a concreta deusa Coração Valente©, criada pelo demiurgo João o milionário Santana, preso pelo infiel (de acordo com o PT) Moro...

O PT & seus satélites só sabem repetir frasinhas publicitárias para fazer a cabeça de leitores. Apenas isso... Querem pra sempre isso. Com véu e sem improviso.

Veja abaixo frases decoradas do Petismo.

São frases sem sentido nenhum. Elas não significam o que desejam significar, pois são introduzidas no MEIO DE FRASES PETISTAS apenas de maneira decorada e à toa, sem nenhuma VERDADE ou EFEITO. Repare:

O PETISMO e seus dogmas em frases nonsense, ou seja, sem sentido nenhum, -- a saber:

«velha mídia»; «casa grande e senzala»; «é gópi, é gópi, é gópi»; «ilegítimo [Temer]»; «midiota»; «LUZ para todos»; «20 milhões na classe média»; «fascista»; «sem crime de responsabilidade»; «Pronatec»; «coxinha»; ; «mídia hegemônica» [espécie de demoninho ou capetinha muito danoso a minha religião]; «Rede Globo é golpista»; «PiG»; «Estados Unidos, o Império»; «mídia golpista» etc. etc. etc. etc.

— essas são todas as FRASINHAS DECORADAS do PT e seus simpatizantes, consideradas por eles coisa de "GENTE INTELIGENTE", mas na realidade são frases à toa, vazias de sentido, fracas, choradeira, sem argumento, oba-oba, verdadeiros mimimi. Sempre introduzidas em TUDO, tudo que petista fala e escreve, mas à toa mesmo no meio de frases.

Principalmente, eles gostam muito de REDE GLOBO (à toa mesmo!), e da frasinha sem sentido nenhum, VELHA MÍDIA. Observem!

Fiquem atentos e de OlhOs bem abertos. "As ideias se estilhaçam frente à realidade".