Levy, meu amigo e irmão

Há muito tempo que não vejo o Levy. Esse paraibano, musico dos melhores que conheci, companheiro PETISTA de primeira hora e um dos meus mais queridos amigos. Daqueles de fé, daqueles que podemos contar de que se for preciso, um morre pelo outro !!! Quantas campanhas juntos, quantas cachaças, mesas e quantos palcos já compartilhamos... perdi a conta. Na primeira vez em que tocamos juntos, já fazem muitos anos, eu não me esqueço da "homenagem" que dele recebi. Entre uma canção e outra sem que ensaiássemos nada ( aliás nunca fizemos isso ) e sem combinar, de repente esse Levy começa a tocar e cantar "O Jumento é nosso irmão" do mestre Luiz Gonzaga, (...rom, rom...rom...rom..) e ele a cada vez que a palavra "jumento" surgia na letra da musica, substituía pelo meu nome, "Enio".
Quanta "delicadeza" e quanta "gratidão", daquele "carteiro de rapariga ,,," mas eu dizia:
-"Destar", nêgo véio, o mato é grande mas Deus é maior !!! Inda te pego seu "caba" !!!
Os anos se passaram e depois de tanto tempo recebo desse meu grande e tão amado amigo Levy, essa "pérola" cinematográfica estrelada por ele e que me deixou muito feliz por poder revê-lo ao menos nesse "longa metragem de um minuto" e que me deixou com a saudade aumentada mais ainda.
Como voces poderão assistir logo abaixo, depois de tantos anos de amizade, não é que tardiamente mas finalmente eu descubro que na verdade nós somos é parentes ???

Obrigado por voce existir, meu querido Levy !!!
Eu sou um privilegiado por tê-lo como amigo !!!

4 comentários:

Vera de Oliveira disse...

Ênio,
Além dos posts excelentes, gostei do tamanho das letras, porque, aos 58 anos, minha visão já não anda muito legal. Um abraço.

Anônimo disse...

Caraca Enio, vc está "criando" visitantes em seu bloguezinho pra dar impressão de que além de eu e vc alguem o lê.
Quer dizer, eu não te leio, eu só te falo:
"teu blog é uma merda"

everaldo disse...

Só podia ser mesmo meu conterrâneo este fi da peste.
Parabéns Negão !!!

E este "anônimo" aí heim ? O cara virou teu fã.

Levy Chacal disse...

Eii vc’s que tem de oito a oitenta anos...
Não fique ai perdido como um tal de anonimato.
Porque nem critico consegue ser...
Tem vergonha de sua escrita não se identifica com vergonha de vcs.

O importante e vc crer no escritor que existe dentro de vc...

Meu amigo meu compadre meu irmão escreva sua história pela suas próprias mãos.

Meu Brother Ênio...
Que saudades irmão..
Se Deus quiser muito breve iremos nos ver...
E vamos toca aquelas cações que so esta no nosso repertorio.
Saudades e Inter rsss...

Um Mega Bjo No Seu Corração Brother...